:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Existem mais de 10 mil espécies de uvas no mundo, entre viníferas e labruscas, sendo que cerca da metade, 5 mil, são viníferas e entram na produção de vinho finos. Neste enorme universo de espécies, existem aquelas que mais se destacam, seja em função da tradição no plantio, pela qualidade dos vinhos elaborados com as mesmas ou ainda pelo marketing. Podemos citar: Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah, Pinot Noir, Malbec, etc, além das brancas Chardonnay, Sauvignon Blanc e a Riesling, sendo esta última não tão conhecida. Alguns dos vinhos mais famosos do mundo são das uvas Cabernet Sauvignon e Merlot, em especial os produzidos na França, na região de Bordeux. O corte destas duas espécies é conhecido como Bordalês. Mas neste blend também podem fazer parte outras uvas, que entram em pequenas quantidades, seja para agregar ao vinho cor, acidez ou taninos. Entre elas, temos: Petit Verdot, Cabernet Franc, Malbec e Petit Verdot. Vamos falar um pouco desta uva não muito conhecida, a Petit Verdot.

A palavra Petit Verdot significa “verde pequeno”. Esse nome se deu em função de um problema que os produtores de Bordeux enfrentavam com relação a esta uva. No clima de Bordeux, as uvas não tinham um bom desenvolvimento e não amadureciam corretamente, ficando pequenas e verdes.

Acredita-se que esta espécie tenha sido plantada na região pelos romanos, antes mesmo da Cabernet Sauvignon, mas poucas são as informações desta pequena notável. Atualmente é mais cultivada em países de clima mais quente. Estados Unidos, Argentina, Brasil, Chile, Itália e Espanha. Nos EUA aparece mais na Califórnia e na Itália, na Sicília.

 

É uma casta de casca grossa e rica em antocianinas, substância que dá a cor aos vegetais. Por essa qualidade, é muito usada para trazer uma cor mais viva aos vinhos, entrando como um complemento no corte. Outra característica é a presença de taninos e também a acidez, que também são qualidades que permitem aos produtores a usarem para agregar estas características a outros vinhos.

Ainda não muito usada nos vinhos varietais (onde se usa apenas uma casta ou um percentual menor de outra espécie), a Petit Verdot começou a aparecer no mercado a pouco tempo e já se mostra com vinhos bem interessantes. Os aromas que se destacam são os florais e frutados. São vinhos com ótima estrutura, pois como disse, essa espécie é rica em taninos.

Deixo como sugestão o Petit Verdot da vinícola Dom Cândido. Um varietal da linha Autentico desta vinícola, que também oferece o Merlot e o Cabernet Sauvignon. Vinhos com excelente custo beneficio e muito bem produzidos. Amadurece em barris de carvalho francês por 5 meses e traz aromas intensos de frutas vermelhas e negras como amora, cereja, framboesa. Também apresenta toques florais, assim como de especiarias.

Experimente a Petit Verdot. Será mais uma excelente experiencia no mundo do vinho.

 

Vaner Benetti

Sommelier FISAR/WSET 1

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

COLUNAS Gente de opinião!

Ser Mãe
Ser Mãe
Publicado: Domingo, 12 Maio 2019 19:35
CHURRASCO E VINHO: É POSSIVEL?
CHURRASCO E VINHO: É POSSIVEL?
Publicado: Sábado, 11 Maio 2019 14:34
Carta (sempre atual) ao futuro de Teixeira de Freitas
Carta (sempre atual) ao futuro de Teixeira de Freitas
Publicado: Quinta, 09 Maio 2019 15:40
MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia