:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

CARO espelho sem vidro!

Acordei pensando em você e, por isso, sei que corro risco de perder este 9 de maio, dia do aniversário de Teixeira de Freitas.

Corro todos os riscos, mas não abro mão desta oportunidade! A propósito, projeção do passado condicionada pelo presente, você já começou? Quando vai começar? Agora? Ano que vem? Daqui a uma década?

Meu pedido (quase uma prece) é: quando for estrear, não se esqueça de nós, do sorriso, da felicidade, da tolerância, da alegria, da dança, da luta, da poesia, do luto, das primeiras necessidades e das segundas também, das primeiras intenções e – por que não? – das segundas também, das histórias, dos bancos da praça, das crianças, dos cronistas, dos senões, do meio ambiente, dos secos e molhados, da produção agrícola, da pecuária, da indústria e do comércio, da educação, das almas, da pureza, do orgulho, do porvir, de cada dia, da memória, não só de maio mas também de junho e julho e agosto, da consciência, de Ivan Rocha (descanse em paz), dos beijos e abraços, dos antepassados, da comunhão, da liberdade, da coragem mas também da ética, dos grandes homens e dos pequenos também, de Gonzaga (continue, rapaz!), da professora Brasília (amanhã é outro dia), de Teixeira de Freitas mas também de Itanhém, de você (espelho serve para isso), tenha piedade.

Quando tiver um tempinho, priorize os buracos, o lixo, o descaso, mas também provenha o espírito público, a transparência e, sobretudo, a vergonha na cara!

Quando puder, faça-nos uma visitinha no Bela Vista, no Redenção, Liberdade, Urbis, Tancredo Neves, Jerusalém, mas também nos becos teixeirenses!

Mas não demore muito, especialmente porque será muito bem-vindo, chorando ou sorrindo, com espada ou trombeta, que temos sede de bonança. E o presente, coitado, não cabe no Teixeira Mall...

Futuro, futuro meu, existe alguém mais imaginoso do que eu? Quem espera sempre alcança?

No mais, lhe desejar boa sorte e muita coragem! Você vai precisar!

Atenciosamente,

ALMIR ZARFEG: texto extraído do livro “Crônicas Teixeirenses” (Clube de Autores, 2011).

 

Por: Vida Diária / Almir Zarfeg

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

COLUNAS Gente de opinião!

Ser Mãe
Ser Mãe
Publicado: Domingo, 12 Maio 2019 19:35
CHURRASCO E VINHO: É POSSIVEL?
CHURRASCO E VINHO: É POSSIVEL?
Publicado: Sábado, 11 Maio 2019 14:34
Carta (sempre atual) ao futuro de Teixeira de Freitas
Carta (sempre atual) ao futuro de Teixeira de Freitas
Publicado: Quinta, 09 Maio 2019 15:40
MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia