:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

No Dia Nacional da Poesia, comemorado nesta terça-feira (14 de março), a Academia Teixeirense de Letras (ATL) divulga a lista dos ganhadores do Prêmio Castro Alves de Literatura, versão interna, nas categorias Poema e Crônica/Conto.

O prêmio é uma iniciativa da academia para incentivar e premiar a produção literária no extremo sul da Bahia. Dividido entre as versões externa e interna, o concurso premia textos nas categorias Poema e Crônica/Conto. A cerimônia de premiação acontece neste sábado (18/3), no auditório Francistônio Pinto, a partir das 19h, na Câmara de Vereadores de Teixeira de Freitas. O certame é, também, uma forma de celebrar o poeta baiano Castro Alves, escolhido como patrono-geral da ATL, e que completa neste dia 14 de março 170 anos de nascimento. Por isso, hoje é conhecido como o Dia Nacional da Poesia.

“Por tudo isso, celebramos o dia 14 de março, porque é a data do nascimento do poeta maior, patrono-geral da nossa academia e um dos nomes mais relevantes da literatura brasileira de todos os tempos”, disse o poeta e jornalista Almir Zarfeg, presidente da ATL. De acordo com Zarfeg, a Comissão Julgadora do Prêmio Castro Alves de Literatura, versão interna, foi presidida pela professora universitária Arolda Maria Silva Figueredo e formada pelos seguintes membros: Almir Zarfeg (presidente da ATL), Cristhiane Ferreguett (secretária-geral da ATL), Roberto Leal (presidente da União Baiana de Escritores) e Toni Ramos Gonçalves (presidente da Academia Itaunense de Letras).

Os vencedores da Categoria Poema: 1º lugar – João Carlos Oliveira, com “Prece ao maior abolicionista”; 2º lugar – Castro Rosas, com “Ao entardecer”; 3º lugar – Cássia Oz, com “Sou Frida”.

As menções honrosas vão para os acadêmicos Armando Azevedo, com “Predadores Gabirus”; Ramiro Guedes, com “Feliz ano novo” e Amaro Sant’Anna, com “Sobrevivo”.

 Os vencedores da Categoria Crônica/Conto: 1º lugar – Fabiano Novais, com “Vestido de Madalena”; 2º lugar – Fabiana Pinto, com “Recanto”; 3º lugar – Castro Rosas, com “Delírio”.

As menções honrosas vão para os acadêmicos Ramiro Guedes, com “O João que não foi Johnny”; João Rodrigues, com “O homem, o tempo e o pôr do sol” e Gisele Ellen, com “No mundo real, a rainha má será sempre aquela que segue em frente sem olhar para trás”.

“Aproveito a oportunidade, para convidar a todos a prestigiar nossa sessão solene que será, com certeza, uma grande homenagem ao poeta maior e nosso patrono-geral Castro Alves”, finalizou Zarfeg.

 

Por: Vida Diária/ASCOM/ATL 

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia