:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Teixeira de Freitas, 14 de março: Na manhã desta quarta-feira (13), a Escola Paz e Bem, localizada no bairro Ulisses Guimarães, realizou uma palestra especialmente para as mulheres, tendo o objetivo de estreitar vínculo com as famílias dentro da instituição. Sob o tema “Violência contra Mulher”, diversas especialistas trouxeram importantes informações e conhecimentos sobre o assunto.

 

Dentre as profissionais, estiveram presentes: Dra. Juliana Coelho (presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher – CONDDIM de Teixeira de Freitas); Ednamar Metzker (coordenadora do Centro de Referência de Atendimento à Mulher – CRAM); Laila Metzker (advogada); e, Édila Alves (diretora da escola).

 

Prestigiaram o evento mais de 40 mulheres, dentre mães, avós e tias. De acordo com Dra. Juliana Coelho, “o nosso intuito enquanto mulher e membro do CONDDIM é trazer informação e redes de proteção, pois a maioria não sabe dos seus direitos, como, por exemplo, muitas não sabem que em Teixeira tem uma rede preparada para amparar as mulheres vítimas de violência. Estamos trazendo para elas um conhecimento para que possam proteger umas às outras e buscar efetivamente os seus direitos na sociedade e na política pública. Já que a cri ança traz para a escola o que vivencia em casa, e, muitas vezes, ela vivencia a violência”, relatou ela.

 

Segundo a diretora Édila Alves, esse trabalho continuará sendo feito dentro da escola, pois isso aproxima ainda mais a família da escola. A Escola Paz e Bem busca oferecer o melhor para os mais de 300 alunos matriculados na instituição, com o cuidado de dar uma melhor qualidade de vida para essas crianças.

 

Já as profissionais Ednamar e Laila Metzker discursaram sobre assuntos de suas respetivas funções e essenciais para as mulheres. A primeira falou sobre o serviço de atendimento do CRAM, o que a mulher pode ter no órgão. Já a segunda, trouxe mais a temática da Lei Maria da Penha e como se caracteriza a violência, pois a agressão não é apenas física, é moral também.

 

Se a mulher sofrer qualquer tipo de violência, ligue para o Disque-Denúncia através do 180 ou compareça na sede da DEAM (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher). O conhecimento é a chave do empoderamento!

 

Por: Vida Diária / Robson Dias e Mirian Ferreira

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia