:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

A Sexta Turma do STJ decidiu há pouco, por unanimidade, soltar o ex-presidente do COB Carlos Arthur Nuzman.

A decisão, porém, inclui medidas cautelares.

Nuzman deverá entregar seus passaportes e só poderá deixar o Rio de Janeiro mediante autorização judicial. E, mensalmente, comparecer ao juízo para informar e justificar suas atividades.

A relatora, ministra Maria Thereza também determinou, e foi acompanhada pelos colegas, a suspensão de quaisquer atividades relacionadas ao Comitê Rio 2016 e ao Comitê Olímpico Brasileiro, proibindo-o, inclusive, de ir às suas sedes ou filiais.

Nuzman não poderá, ainda, comunicar-se com os outros investigados na operação Unfair Play.

Em seu voto, Maria Thereza pede ao MPF-RJ para remeter ao STJ informações referentes à denúncia oferecida ontem e ressalta que Marcelo Bretas, o juiz responsável pelo caso em 1ª instância, pode examinar as medidas e aplicar outras que achar pertinentes. Segundo a relatora, a decisão do STJ não exclui a possibilidade de ser decretada nova prisão, se houver necessidade.

Para justificar a decisão de revogar a prisão, a ministra diz que Nuzman se afastou do COB no dia 6 de outubro e que "nem mesmo foi decretada a prisão preventiva do corréu, Leonardo Grymer, que tinha semelhante agir do paciente (Nuzman)".

— Então, tendo em vista o juízo de proporcionalidade que este juízo costuma fazer, parece-me que se mostra desproporcional a prisão diante de um contexto de relativas imputações que recaem sobre o paciente e da atual situação.

O ex-presidente do COB está desde o início do mês em Benfica. Foi acusado pelo MPF-RJ de participar de esquema de compra de votos para a escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Na semana passada, o desembargador Abel Gomes, do TRF-2, negou um pedido de habeas corpus impetrado pela defesa de Nuzman.

 

Por: Vida Diária/G1

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia

POPULARES Mais acessadas na semana