:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

O cirurgião plástico Robert Rey, conhecido como Dr. Rey, apareceu na porta do condomínio do presidente eleito Jair Bolsonaro na manhã desta sexta-feira para se candidatar ao Ministério da Saúde. A chegada do médico e apresentador de TV surpreendeu os profissionais da imprensa que aguardavam a chegada do embaixador da Argentina, que tem uma reunião agendada com o presidente.

Apesar de Dr. Rey ter dito que teve uma conversa positiva com Bolsonaro, um funcionário da portaria do condomínio do presidente eleito disse ao EXTRA que o cirurgião até foi autorizado a entrar com o objetivo de fazer a visita, mas que não pôde ser recebido.

Após descer de um táxi de uma cooperativa de Duque de Caxias, da Baixada Fluminense, Ray concedeu uma coletiva na portaria do condomínio.

- Tá marcado (de o presidente me receber). Pode ser que eu leve uma porta na cara, mas éramos do mesmo partido (PSC) e quero ser considerado pro Ministério da Saúde. Quero trazer a saúde dos EUA pro Brasil. Precisamos de um país que fale inglês e não "ingrês".

Na agenda do presidente eleito, porém, nenhum compromisso com Rey foi incluído. A manhã de Bolsonaro foi destinada a encontros com embaixadores da Alemanha e da Argentina.

Pouco menos de 30 minutos após ter entrado, Dr. Rey deixou o condomínio dentro do automóvel sem dizer se tinha, de fato, se oferecido a comandar a pasta. Além de repetir os elogios à saúde norte-americana, ele se limitou a dizer apenas que "a conversa foi boa".

 

Imprensa legítima

No papo inicial com os repórteres, Dr. Rey mostrou que não acredita que a mídia brasileira seja capaz de publicar inverdades. Famoso graças à projeção que ganhou na TV e nas revistas, ele fez um contraponto à ideia de que o jornalismo no país seja propagador de fake news:

- A imprensa do exterior é fake. Vocês não. Aqui é de verdade. Agradeço porque foram vocês que me fizeram.

 

Quase pré-candidato

Apesar da admiração por Bolsonaro, Dr. Rey quase foi pré-candidato às eleições presidenciais deste ano, nas quais concorreria com o próprio presidente eleito. Ele concedeu uma série de entrevistas em que se disse postulante ao cargo no Planalto. O sonho viveu até abril, quando anunciou a desistência.

Hoje filiado ao Partido Ecológico Nacional (PEN), o médico foi candidato a deputado federal pelo Partido Social Cristão em 2014, sigla a qual Bolsonaro já pertenceu.

 

Por: Vida Diária / Extra

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

POPULARES Mais acessadas na semana