:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

A Primeira Igreja Batista de Teixeira de Freitas (Pibatef) organizou um Auto de Páscoa intitulado ‘Uma Cruz Tão Distante’, com a participação do coral da Pibatef e do coral da Igreja Batista Monte Sinai. O evento foi realizado na Praça da Bíblia, centro da cidade, por volta das 20 horas desta quinta-feira, 13 de abril.

De acordo com o Pastor Oseias Silva dos Santos, “esse evento, nada mais é, do que a reafirmação da verdadeira Páscoa, estamos aqui para anunciar o sacrifício de Jesus, mas, ao mesmo tempo anunciar que quem foi crucificado ressuscitou ao terceiro dia”.

Ele ainda enfatizou que, apesar de ser a primeira vez que Teixeira recebe um evento como esse, toda a equipe se dedicou para fazer o melhor. “É uma festa gigante, pois acontece no mundo inteiro e estava hora de Teixeira de Freitas também fazer seu Auto de Páscoa”, falou o Oseias.

Os organizadores buscaram realizar um evento de grande porte e teve por objetivo alcançar grande parte da sociedade teixeirense “para que ela saiba que quem veio a esse mundo veio trazendo esperança”, disse o pastor, que enfatizou: “O auto de Páscoa é pra isso: pra sinalizar que há esperança para esse mundo perdido”.

“Esse evento não é dos evangélicos, esse evento é para quem acredita que Deus um dia, de uma forma muito linda, se expressou de forma amorosa na cruz. Então, a Páscoa é para católicos, espíritas, cadomblezeiros, batistas, presbiterianos, a Páscoa é de todos nós”, disse o pastor sobre o caráter ecumênico dessa data que é comemorada mundialmente. “A Páscoa é para quem acredita que Deus é amor”, completou.

A união do coral da Pibatef com o coral da Igreja Batista Monte Sinai, resultou em mais de 70 vozes no palco, que teve a regência do Maestro Tarcísio Galvão Lima, que também é ministro de música na Pibatef. Ele disse que, a preparação para o evento foi “um processo moroso, muita gente envolvida, cerca de 250 pessoas, entre equipe técnica, de interseção, teatro, coral, som, luz”, dentre outros.

Tudo isso foi preparado em um espaço de tempo pequeno. O maestro contou que os ensaios iniciaram depois do Carnaval e em, aproximadamente, 40 dias estavam prontos para essa apresentação.

O maestro ainda lembrou das pessoas que se dedicavam aos ensaios, até mesmo no período noturno e do colega, também maestro, Juscélio, que faz parte da Monte Sinai e ajudou nos trabalhos, junto com o coral da igreja. “A igreja toda se uniu, as barraquinhas funcionando, o pessoal pra carregar cadeira, foi tudo muito rápido e todo mundo se uniu e tudo aconteceu rápido”, disse o maestro, e completou: “é algo trabalhoso, mas satisfatório de ver o resultado”.

Sobre o que seria o Auto ensaiado por eles, ele coloca que “é uma apresentação de canto coral com teatro. É nossa primeira experiência”. Futuramente, eles pretendem incorporar isso no calendário cultural da cidade, passando a organizar esses eventos pascais para o público de Teixeira.

 

Por Vida Diária/ Petrina Nunes

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

MercadoSul

RELIGIÃO Voz para todas as crenças

Exata
Lekao
GIL Academia

POPULARES Mais acessadas na semana