:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Teixeira de Freitas: Na tarde desta sexta-feira (30), aconteceu a eleição dos membros do 1º Conselho Local de Saúde de Teixeira de Freitas, compreendendo a zona leste da cidade. A finalidade do Conselho é fazer com que a comunidade participe da gestão e das decisões relacionadas ao Sistema Único de Saúde (SUS), sendo inserida no controle social. A iniciativa é uma parceria entre a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Secretaria Municipal de Saúde e o Conselho Municipal de Saúde (CMS). Com 102 votantes, a eleição contou com a presença do presidente do CMS, José Félix e dos candidatos ao conselho.

Para a professora Ana Paula Pessoa de Oliveira, da UFSB, “essa parceria viabilizou a criação do 1º Conselho Local de Saúde, para que na zona leste, precisamente, nos bairros Nova América e Caminho do Mar, as pessoas possam informar quais são as necessidades e prioridades nessas localidades. A partir daí as discussões entre usuários das Estratégias de Saúde da Família (ESF), profissionais do SUS e demais componentes da gestão vão abordar os problemas específicos da região, para juntos, buscarem soluções e melhorias na área”, disse.

Para compor o Conselho, participaram profissionais da atenção básica e moradores dos bairros Nova América e Caminho do Mar, onde há uma vulnerabilidade social grande, motivo pelo qual impulsionou a criação do conselho nessa região. O trabalho é voluntário.

Foram eleitos no segmento de trabalhadores de saúde, as agentes comunitárias Vera Lúcia Souza e Adriana da Silva. No segmento moradores dos bairros, Edineia Andrade Lagasse, Cristiane Siqueira de Oliveira, Manoel de Jesus, Adenilson de Souza Ferreira. A escolha dos membros do segmento dos gestores, que também compõe o conselho, será feita por indicação da Secretaria de Saúde, na primeira reunião do conselho com previsão para acontecer no início de dezembro.

Vale salientar que o projeto piloto tem a perspectiva de incentivar a criação de conselhos locais em outros pontos da cidade. “É uma corresponsabilidade de todos, participar dos serviços relacionados à saúde da população não cabe somente aos órgãos como Secretaria Municipal ou Conselho Municipal. Os usuários precisam sentir essa responsabilidade, precisam expor as reais necessidades, e em conjunto, elaborar um plano de ação eficaz para sanar tais problemas”, conclui a professora.  

Por: Vida Diária/Andressa Lima.

 

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia

POPULARES Mais acessadas na semana