:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Teixeira de Freitas passa a ter um sistema de monitoramento eletrônico de pessoas em progressão de pena e em casos de violência doméstica contra a mulher. A cerimônia de implantação da Central de Monitoramento foi realizada nesta terça-feira (08), no Salão do Júri do Fórum da Comarca de Teixeira de Freitas.

Compondo a mesa na solenidade o prefeito Temóteo Brito, o secretário estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização, Nestor Duarte, a corregedora-geral da Justiça, Desembargadora Lisbete Maria Cézar Santos, o corregedor da Justiça, desembargador Moacyr Pitta, o diretor do Fórum da Comarca de Teixeira de Freitas, juiz Roney Jorge, a juíza de Execução Penais, Adriana Tavares, e o assessor especial de Gestão Prisional, coronel Paulo Sérgio.

 

"A implantação da Central de Monitoramento é mais um ganho para a nossa cidade, que com isso fica ainda mais segura e humanizada", comentou o prefeito Temóteo Brito, que ainda na oportunidade pediu aos apenados maiores reflexões de seus atos infracionais, agora que eles progridem para o regime de monitoramento. À Desembargadora, pediu o apoio e a atenção para as necessidades da comarca de Teixeira e aos seus juízes.

 

"É com grande alegria que retorno a Teixeira para fazer a implantação da Central e a entrega das tornozeleiras eletrônicas e dos botões de pânico para a proteção de mulheres, em casos de crimes da Lei Maria da Penha. Com as tornozeleiras ganha a cidade, o estado e os apenados que monitorados 24 horas podem após o trabalho desfrutar do convívio da família enquanto são ressocializados. Um avanço que acontece em parceria com o Tribunal de Justiça, da Corregedoria Geral e da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP)”, disse a desembargadora Lisbete Maria Cézar Santos. Dirigindo-se aos apenados presentes no evento ressaltou ainda “espero que vocês reconheçam a oportunidade que é dada a vocês e lembrem de todos que não a tem”.

 

Nestor Duarte, secretário estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização, lembra que Teixeira de Freitas é a sétima cidade da Bahia a receber o serviço, “uma forma de evoluir as pessoas que estão presas no semiabertas para o domicílio. A partir de agora, vamos poder acompanhar onde eles estiverem e se saírem da área de inclusão ou entrarem na área de exclusão do tornozeleira, em imediato, o sistema aciona a polícia em minutos e no caso de violência familiar, temos os botões do pânico, braço direito na proteção da vítima, que normalmente é mulher”.

 

Por: Vida Diária / Ascom

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia