:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Azul reabre base de operações em Teixeira de Freitas a partir de novembro

Cidade baiana terá ligações diretas com o aeroporto de Belo Horizonte, uma dos principais centros de conexão da Azul no país .

A partir de 16 de novembro, Teixeira de Freitas, voltará a receber aeronaves da Azul. Os voos, quatro vezes por semana, terão como destino o aeroporto Internacional de Belo Horizonte, uma das principais bases de operação da companhia no país. A venda de passagens de e para a cidade será aberta no dia 30 de setembro em todos os canais oficiais da Azul, com valores promocionais a partir de R$ 318,49*.

Os aviões ATR 72-600, que podem transportar até 70 Clientes, serão responsáveis por cumprir as ligações entre a cidade baiana e BH. As novas operações também seguirão os rígidos protocolos sanitários adotados pela empresa desde o início da pandemia.

“Estamos ampliando as operações da companhia a cada mês, seguindo nosso plano de retomada do serviço de transporte aéreo em todas as regiões do Brasil. Somos a maior companhia aérea do país em número de destinos e voos diários e queremos continuar servindo o país mesmo diante deste momento. Queremos que nossos Clientes saibam que voar é seguro, mesmo em épocas de pandemia, pois adotamos diversas medidas que permitem as pessoas a viajarem com segurança, seja a lazer ou a trabalho”, diz Abhi Shah, vice-presidente de receitas da Azul.

Com a inclusão de Teixeira de Freitas e o aumento no número de voos, o aeroporto de Belo Horizonte terá 57 voos diários para 27 destinos a partir de novembro. Dessa forma, Clientes da cidade do sul baiano poderão se conectar em BH para cidades como Campinas, Congonhas e Guarulhos, em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife, Curitiba, Goiânia, Brasília e interior mineiro.

 

O novo padrão de limpeza e segurança da Azul

A Azul reforçou a limpeza de suas aeronaves a cada voo e à noite, seguindo os protocolos sugeridos pela IATA. A companhia também foi a primeira do país a tornar obrigatório o uso de máscaras por Tripulantes e Clientes, tanto a bordo quanto em solo. Em outra iniciativa pioneira, a Azul passou a medir a temperatura dos Tripulantes a cada início de turno, aumentando a confiança em solo e a bordo e preservando a vida e a segurança de todos.

A companhia tem orientado o check-in pelo aplicativo da companhia e, para aqueles que precisa despachar a bagagem, sugere o uso dos balcões de autoatendimento, em que o próprio Cliente etiqueta sua bagagem sem contato com a tela dos tablets. Para o embarque, a Azul lançou o Tapete Azul, tecnologia pioneira no mundo, que é composto por um conjunto de projetores e monitores.

Por meio de realidade aumentada projetores no chão formam um tapete virtual colorido e móvel, que convida a pessoa a se posicionar na fila de acordo com seu número de assento. A inovação vem proporcionando uma diminuição de cerca de 25% no tempo em que uma pessoa leva entre embarcar e sentar dentro do avião e, de quebra, contribui para o distanciamento social, já que os Clientes convocados para o embarque ficam a quatro metros de distância entre si.

A bordo da aeronave, kits com luvas, álcool em gel e lenço umedecido estão à disposição para uso dos Clientes e dos Tripulantes da Azul quando necessário. A companhia também tem utilizado descontaminantes bactericidas que contam com um princípio ativo que elimina o vírus da COVID-19 em 99,99% dos casos.

Além disso, a partir do próximo mês, a Azul adota o sistema de raio ultravioleta da Honeywell na limpeza do interior de suas aeronaves. O UV Cabin System é capaz de higienizar o interior de uma aeronave em menos de 10 minutos. A tecnologia representa uma camada a mais de segurança que será gradualmente introduzida na frota da Azul, a primeira empresa aérea da América Latina a trazer essa inovação.

Somando-se a isso e a limpeza dupla nos assentos, mesinhas, bolsão, banheiros, encosto de cabeça, cinto de segurança, janela, paredes e compartimentos superiores, a Azul vem atendendo todas as normas de procedimento de limpeza e desinfecção sugeridas pela Anvisa. O serviço de bordo passou a ser realizado ao final do voo, garantindo o uso da máscara durante toda a viagem, e o desembarque agora é realizado por fileiras, evitando as costumeiras aglomerações no corredor no momento de saída da aeronave.

 

Confira a malha prevista para Teixeira de Freitas:

 

Por: Vida Diária / Ascom

Empresários da Costa das Baleias discutem desafios para reposicionamento no mercado turístico

Para mitigar os problemas provocados pela pandemia do novo coronavirus, o Sebrae em Teixeira de Freitas criou o projeto Retomada Costa das Baleias, voltado para pequenos negócios que compõem o setor turístico nesta região.

Na última quinta-feira (17), a consultora em turismo e alimentação fora do lar, Mônica Alencar de Castro, que foi gestora do Sebrae Minas Gerais, tratou sobre os desafios e adaptações necessárias no contexto de reabertura econômica e possíveis estratégias para reposicionamento no mercado. Além de representantes de 22 empresas da região, o encontro contou com a presença do gerente Sebrae em Teixeira de Freitas, Alex Brito, da coordenadora estadual de Comércio e Serviços, Ana Paula Almeida, do gestor do projeto Retomada Costa das Baleias, Flávio Pereira e do consultor e responsável técnico pelo projeto, Rafael Braga.

“Com o projeto, buscamos trazer ações com o objetivo de fortalecer a gestão empresarial, a fim de preparar as empresas para um novo comportamento do viajante, através de ações que pudessem recuperar, de certa forma, o tempo perdido”, explica Alex.

O projeto é destinado para empresas que atuam com meios de hospedagem (hotel, pousada, hotel, resort), receptivo turístico e gastronomia. Além das palestras, as empresas passam por assessoria com especialistas em diversas áreas como competitividade, inovação, promoção e qualificação para o momento pós-pandemia.

São realizados, também, workshops coletivos, nos quais os integrantes têm acesso a consultoria personalizada e gratuita para análise das ofertas e competitividade do negócio.Por fim, é traçado um plano de ação que deverá ser implementado pela empresa e monitorado em parceria com o Sebrae.

 

Por: Vida Diária / Ascom

Assessoria informa quadro clínico de Caio Checon

Teixeira de Freitas: Informamos aos nossos queridos amigos e amigas teixeirenses que o pré-candidato a prefeito Caio Checon deu entrada ontem (23/09) no hospital para fazer Oxigenoterapia, visto que, devido a COVID ele estava com dificuldade para respirar e tossindo.
O quadro dele é estável, e por precaução médica, ficará internado por alguns dias, em observação, para a realização das medicações do tratamento.
Caio Checon já estava cumprindo todos os protocolos de cuidado e segurança em casa.
Agradecemos as preocupações e orações. Se cuidem.

ASCOM Caio e Molar.

Teixeira: Município divulga nota sobre Lei Emergencial Cultural Aldir Blanc

Confira nota de utilidade pública divulgada pelo município de Teixeira de Freitas sobre a Lei Emergencial Cultural Aldir Blanc (LEI 14.017):

Teixeira de Freitas receberá os recursos da Lei Emergencial Cultural – Lei Federal nº Aldir Blanc 14.017/2020, a “Lei Aldir Blanc”.

O município deve receber um montante de R$1.195,833,62 (um milhão cento e noventa e cinco mil oitocentos e trinta e três reais e sessenta e dois centavos), para ações emergenciais de apoio ao setor cultural, que tiveram que parar suas atividades, por consequência da pandemia.

As ações emergenciais de apoio ao setor cultural serão realizadas por meio de:

- Renda emergencial mensal de R$600,00 (seiscentos reais) aos trabalhadores e trabalhadoras da cultura, a ser pago exclusivamente pelo Governo do Estado da Bahia, conforme estabelece o inciso I, do artigo 2° do Decreto n° 10.464/2020, aos trabalhadores e trabalhadoras da cultura cadastrados no site www.cultura.ba.gov.br;

- Subsídio mensal para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias que tiveram as suas atividades interrompidas por força das medidas de isolamento social;

- Editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados no setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, de espaços, de iniciativas, de cursos, de produções, de desenvolvimento de atividades de economia criativa e de economia solidária, de produções audiovisuais, de manifestações culturais, bem como a:

- Realização de atividades artísticas ou culturais que possam ser transmitidas pela internet ou disponibilizadas por melo de mídias sociais ou plataformas digitais.

 

É de competência do município a execução do previsto nos incisos II e III da Lei Aldir Blanc, que correspondem ao subsídio e também ao fomento à cultura.

Equipe do Departamento de Cultura atua na atualização do cadastro cultural municipal, e também realizará inspeções in loco, para a conferência e ratificação das informações inseridas no cadastramento cultural, que se deu de forma online, divulgadas por meio de lives, entrevistas em rádios programas ao vivo.

Para o recebimento é preciso que o município acione alguns setores com suas respectivas competências, tais quais a Procuradoria, Controladoria, o Conselho de Cultura do Município, para que possa executar o recurso respeitando a Lei Federal e a Lei Orgânica do Município, para que tudo ocorra com lisura e transparência, para que o auxilio emergencial chegue a quem de direito, que são os artistas.

A Casa da Cultura está à disposição da sociedade e de todo a fazer artístico, para explicar quaisquer dúvidas sobre o processo de desdobramento de execução da lei dentro do nosso Município.

 

Por: Vida Diária / Ascom

Onde erramos quando o assunto é vinho – Parte 2

Conforme falamos na semana próxima passada, continuaremos em nossa coluna essa semana a falar de alguns erros que cometemos no mundo do vinho. Caso você não tenha lido o artigo anterior, acesse: http://vidadiaria.com.br/index.php/colunas/5951-onde-erramos-quando-o-assunto-e-vinho e veja os 5 primeiros problemas que apresentamos. Hoje veremos mais 5 situações em que muitas vezes falhamos quando com uma taça de vinhos nas mãos.

 

1 – Temperatura do vinho

Uma falha que muitos cometem na hora de se degustar um vinho é não se preocupar com a temperatura, sejam espumantes, brancos, rosés ou tintos. Cada vinho precisa ser servido na temperatura ideal, pois o vinho, se servido “quente”, terá o álcool como destaque, tornando a experiência desagradável. Se muito gelado você perderá os aromas e sabores, deixando a experiência sem graça. Tintos muito gelados amargam na boca em função dos taninos. Brancos “quentes” ficam salgados na boca. Vinhos servidos em temperaturas corretas mostrarão o seu potencial mais facilmente.

 

2 – Vinhos bons só com rolha

Ainda existem muitas pessoas com essa crença. Acreditam que vinho de qualidade só fechado com rolhas de cortiça. A tampa de rosca (screw cap), é perfeita como vedante, não permitindo a entrada de oxigênio nas garrafas, permite que as garrafas sejam armazenadas em pé, não estragam e facilitam a abertura dos vinhos. Vinhos de consumo rápido, jovens, são vedados constantemente com esse vedante. Já os vinhos de guarda são fechados com rolhas, isso me permite uma pequena entrada de oxigênio ao longo dos anos, mudando o vinho e ajudando a trazer complexidade.

 

3 – Comprar vinhos pelo rótulo

Você lembra da frase: não se compra livros pela capa!? Pois bem, de igual modo, não se compra um vinho pela beleza do rótulo, formato da garrafa ou mesmo pela cor do vinho. Claro que tudo isso forma o conjunto de um belo vinho, mas isso não é sinal de qualidade. O importante é o que está dentro da garrafa, por isso tome cuidado com o marketing. Pesquise sobre o vinho e a vinícola, e só depois faça a compra. Se o conjunto da obra for completo, melhor ainda.

 

4 – Balançar a garrafa de espumante antes da abrir

Você já parou pra imaginar todo o trabalho que é executado para se elaborar um vinho espumante? Não? Pois bem, se fizer uma pesquisa verá o quanto é trabalhoso fazer um espumante. Quando você abre o espumante pra ouvir o estouro da rolha saindo, permite que um parte do liquido se perca, perde-se uma parte do gás que está na garrafa e que forma as borbulhas que tanto nos agrada, pode atingir uma pessoa com a rolha (uma rolha sai do espumante em uma velocidade de até 80 km/h, e feri-la e ainda molhar alguém que esteja perto. Abra a garrafa devagar, segurando a rolha com uma das mãos e girando a base da garrafa com a outra.

 

5 – Armazenamento incorreto das garrafas

Muitas pessoas perdem seus vinhos e espumante por armazenar as garrafas em lugares incorretos. Lembre-se de que vinhos não gostam de luz em excesso e variação de temperatura. Procure manter suas garrafas longe de lugares quentes, como a cozinha e de locais com incidência solar forte. De preferência, procure manter os tintos em uma temperatura entre 13 e 20 graus e os brancos em até 14 graus. Se você não tem uma adega resfriada, procure ambientes mais frescos de sua casa.

Na próxima semana daremos continuidade no assunto e veremos outros pontos importantes quando falamos sobre vinhos.

 

Vaner Benetti

Sommelier FISAR – WSET 1

COLUNAS Gente de opinião!

EDUCAÇÃO SEXUAL PARA CRIANÇAS
EDUCAÇÃO SEXUAL PARA CRIANÇAS
Publicado: Quarta, 23 Setembro 2020 18:46
Onde erramos quando o assunto é vinho?
Onde erramos quando o assunto é vinho?
Publicado: Domingo, 20 Setembro 2020 11:35
O QUE OS FILHOS FAZEM QUANDO ESTÃO SOZINHOS?
O QUE OS FILHOS FAZEM QUANDO ESTÃO SOZINHOS?
Publicado: Quarta, 16 Setembro 2020 18:37

RELIGIÃO Voz para todas as crenças

Amigo Bicho O Vida tem um cantinho só para eles