:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Incêndio atinge sede da maior fabricante de vacinas do mundo na Índia

Teixeira de Freitas, 21 de janeiro de 2021: Um incêndio atingiu um edifício do Instituto Serum, a empresa da Índia que produz vacinas com tecnologia da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, nesta quinta-feira (21), na cidade de Pune.

O estoque de vacinas e a indústria onde elas são feitas estão seguras, segundo o jornal "Times of India". Atualmente, o Instituto Serum produz cerca de 50 milhões de doses da vacina por mês em outras unidades do complexo.

Cinco pessoas morreram no incêndio. O prefeito da cidade de Puna, Murlidhar Mohol, disse que os mortos são provavelmente trabalhadores de construção civil que estavam no prédio. O diretor-executivo da empresa, Adar Poonawalla, confirmou que houve mortes.

Os bombeiros afirmaram que ao menos cinco caminhões foram enviados para combater o fogo no prédio e que o fogo foi controlado.

Ainda não se sabe o que causou o incêndio, mas o prefeito disse que o fogo pode ter começado com um trabalho de soldagem.

Maior produtor do mundo

O Instituto Serum é o maior fabricante de vacinas do planeta. Lá são produzidas 1,5 bilhão de doses de para várias doenças, de poliomielite a caxumba. A estimativa é que seis em cada dez crianças no mundo recebam pelo menos uma vacina fabricada pela empresa indiana.

Nesta semana, a Índia começou a exportar as vacinas produzidas pelo Instituto Serum para seis países, mas não para o Brasil.

Questões diplomáticas

O Brasil espera a liberação da exportação de dois milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca que estão na Índia, mas as relações diplomáticas entre os dois governos enfrentam dificuldades há três meses por causa da posição assumida pelo Brasil numa reunião na Organização Mundial do Comércio (OMC).

A reunião foi em meados de outubro de 2020.

A África do Sul e a Índia apresentaram um pedido ao Conselho de Propriedade Intelectual da Organização Mundial do Comércio para suspender temporariamente os direitos de patentes de insumos e equipamentos médicos para combater a Covid-19, até que a maioria da população mundial estivesse vacinada.

O acordo de propriedade intelectual da OMC já prevê a flexibilização dos direitos de patentes em casos como esse, mas é preciso liberar um produto de cada vez em cada país, e o argumento era de que não havia tempo a perder.

Os representantes do governo brasileiro se manifestaram dizendo que “não estavam convencidos que a suspensão dos direitos de propriedade iria garantir a nós um aumento significativo de acesso aos produtos, e poderia dar um sinal errado a inovadores e até prejudicar esforços para produzir as soluções que precisamos”.

Por: Vida Diária/G1.

POR QUE SOU DO JEITO QUE SOU? 5 FERIDAS EMOCIONAIS QUE EXPLICAM NOSSO MODO DE SER NO MUNDO

Faaala coroa!!!!

Por que me sinto tão insegura nos meus relacionamentos?

O que fazer para ajudar meu filho a ser mais comunicativo?

Por que a convivência se torna tão difícil às vezes?

Conviver é uma arte mesmo e muitas vezes bastante penosa. O problema disso é que a gente perde muito tempo tentando entender o outro ao invés de tentar entender a si próprio. 

Sempre partimos do princípio de que “o meu jeito de ser é que é o certo”. Será?

Esta semana resolvi dar uma mudada nos conteúdos aqui do canal para falar com mais profundidade sobre o modo como a gente funciona e porque isso acontece. O que pode inclusive justificar os comportamentos e modo de interações sociais, familiares e de casal que venho falando nos vídeos do canal.

Uma das principais coisas que precisamos tomar consciência é que existem algumas características de personalidade que fazem parte da gente e que isso não tem como mudar, e que estas características se formam a partir de 5 feridas emocionais que todos temos em maior ou menor grau. 

Convido você a iniciar essa nova etapa aqui do Canal junto comigo, aprofundando o conhecimento sobre as 5 maiores feridas emocionais que moldam nosso jeito de agir, sentir, pensar e até de sonhar.

Bora papear comigo??

Instagram: https://www.instagram.com/criscastropsi/

Facebook: https://www.facebook.com/criscastropsi/

Youtube: https://www.youtube.com/papodecoroa/

DESAFIO 21 + :PRODUTO DIGITAL destinado a casais ou para aqueles que querem resgatar a conexão e a intimidade com seu parceiro/a.Click no link e saiba mais!!

Desafio 21+ - Cristina Castro - learn a new skill - Online Courses and Subscription Services

 

 

Coletiva de Imprensa dá início as primeiras vacinas em Teixeira de Freitas; veja como será a programação

Teixeira de Freitas: O Prefeito Dr. Marcelo Belitardo apresentou na manhã desta quarta-feira (20), em coletiva de imprensa, no Gabinete da Prefeitura de Teixeira de Freitas, informações a respeito do plano municipal de vacinação contra a Covid-19.

“A cidade recebeu apenas 1.800 doses da Vacina CoronaVac, o que é pouco em vista do tamanho da nossa população, mas já é o começo”, reconheceu o Prefeito, que ainda falou a respeito da eficácia da vacina e de suas vantagens.

“Não adianta ter uma vacina com ‘90%’ de eficácia, mas que a sua logística seja ruim, onde o seu armazenamento seja feito em temperaturas negativas, o que necessitaria de refrigeradores que não temos aqui e com isso perderíamos várias vacinas. Apesar da baixa eficácia da CoronaVac em relação às  outras vacinas disponíveis no mercado. Se ampliarmos ao máximo o leque de vacinação, conseguiremos fazer o bloqueio da transmissibilidade da doença. O mais importante da vacina é que, mesmo ela não impedindo que as pessoas peguem a doença, impedirá que elas contraiam a forma mais grave”, disse.

Neste primeiro momento o serviço epidemiológico de Teixeira de Freitas vacinará idosos institucionalizados e profissionais da saúde que fazem parte da linha de frente, tendo em vista o número reduzido de doses recebidas na tarde de ontem (19) pelo município. O Brasil adquiriu 6 milhões de doses. Do recebido, apenas 376 mil doses foram destinadas à Bahia.

“Nossa intenção é vacinar o maior número de pessoas, apesar do baixo número de doses recebidas. A expectativa é que recebamos mais e possamos concluir, não somente a primeira das quatro etapas previstas pelo plano nacional de vacinação contra a Covid-19, mas que iniciemos as outras etapas mais abrangentes da população”, concluiu o prefeito.

Teixeira de Freitas imuniza 1.800 pessoas nessa primeira etapa de vacinação, que é feita em duas doses pela CoronaVac. A segunda dose deve acontecer em quatro semanas e já está reservada pelo Governo Estadual, que é responsável pela logística de armazenamento e distribuição das vacinas.

Ainda pela manhã foram vacinados os profissionais responsáveis pela aplicação das vacinas, a imunização foi feita após a coletiva de imprensa cedida pelo prefeito Dr. Marcelo Belitardo. Na ocasião, duas técnicas de enfermagem foram vacinadas. A primeira a passar pelo procedimento foi Jaimecilda Azevedo Chaves. “Para mim a vacinação é a concretização de um sonho”, expressou ela após vacinar a colega Gerliane Sampaio.

Como nessa primeira etapa da primeira fase estão incluídos os idosos institucionalizados, todos os 36 moradores do Lar dos Idosos em Teixeira de Freitas receberam a imunização ainda na manhã desta quarta-feira, 20.

A primeira moradora vacinada foi a dona Nelcina Maria de Jesus, que completou hoje 103 anos de idade. Ela ressaltou que estava muito feliz por chegar a mais um ano de vida e por ser tão bem cuidada pela equipe da instituição.

 

PLANO DE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19

 

Segundo a secretária de saúde Cristiane de Almeida, “o objetivo primordial da vacinação contra covid-19 é reduzir a mortalidade de pessoas com comorbidades associada à doença”. Nesse sentido foi necessário a elaboração de um Plano Municipal de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, que pudesse alinhar as ações da Vigilância Epidemiológica e da Atenção Básica no município.

Como foi informado pelo Ministério da Saúde, que serve como base para a criação do Plano Municipal, a vacinação é prioritária aos grupos considerados mais vulneráveis à doença, além de trabalhadores de serviços considerados essenciais. Esse grupo é abrangente, foi dividido e será feito em quatro fases.

FASE 1: devem ser imunizados trabalhadores de saúde, pessoas acima de 75 anos ou com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência, indivíduos com deficiência que vivem em instituições de longa permanência e população indígena aldeada. Obs.: Teixeira de Freitas não tem Índios Aldeados.

No entanto, essa primeira fase deve ser subdividida em etapas de acordo com a disponibilidade da vacina, explica a Diretora de Vigilância em Saúde do município, Rosidalva Barreto: “Esse primeiro lote de vacinas enviadas é considerado como: a 1ª etapa da fase 1.”

Em Teixeira de Freitas essa etapa, por ter um número limitado de doses, abrigará profissionais de saúde da linha de frente (Hospital Municipal e de Campanha, do Centro COVID, UPA e SAMU e rede privada) e idosos com 60 ou mais institucionalizados (Moradores do Lar dos Idosos). “Acreditamos que na próxima etapa dessa primeira fase nós já consigamos oportunizar essa vacina também para os idosos maiores de 75 anos e aos outros profissionais”, disse.

“À respeito do acesso às vacinas neste momento, e qual será o seu formato inicial, acreditamos que mesmo chegando novas doses, demora um pouco para poder ter uma quantidade de vacina suficientes para que se viabilize um maior acesso da população. Nesse primeiro momento, a vacina será levada até os profissionais e aos idosos definidos no plano municipal, o que deve se estender na 2ª fase de vacinação que incluirá idosos com mais de 75 anos”, acrescentou Rosidalva.

A diretora de Vigilância em Saúde ressaltou que por enquanto as doses não são suficientes: “Pedimos à população que não busque as unidades de saúde para obtenção de vacinas para os idosos com mais de 75 anos”.

FASE 2: idosos de 60 a 74 anos em qualquer situação.

FASE 3: indivíduos com condições de saúde que estão relacionadas a casos mais graves de Covid-19. Exe.: diabetes, hipertensão grave, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave.

FASE 4: professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade.

Os outros grupos prioritários “serão contemplados na continuidade das fases, conforme aprovação, disponibilidade e cronograma de entregas das doses a serem adquiridas”, afirma o Ministério da Saúde.

 

Por: Vida Diária/ASCOM

Boletim de Teixeira registra mais 25 novos casos da Covid-19 e confirma mais uma morte

Teixeira de Freitas: Nesta quarta-feira (20), a Secretaria de Saúde informa que houve registro de 25 novos casos positivados da Covid-19. Até o momento são 9.881 casos confirmados. Destes, 74 são considerados ativos. Até o momento são 135 mortes. A taxa de letalidade em Teixeira de Freitas é de 1,54%, em relação aos casos confirmados.

É com pesar que a Prefeitura confirma mais uma morte por Covid-19. Trata-se de um homem de 62 anos que faleceu dia 10/01 na UPA. 

De acordo com o último censo de ocupação de leitos, feito na tarde desta quarta-feira (20), são 15 pacientes internados em leitos para tratamento da Covid-19 no HMTF e Hospital de Campanha de Teixeira de Freitas, representando 73% de ocupação, sendo 7 clínicos e 11 na UTI. Na UPA, de acordo com última atualização feita, são 11 internados. Na rede privada são 15, representando 100% de ocupação, já que os leitos reservados para a COVID-19 foram reduzidos, para realização de algumas cirurgias. O número de leitos na rede privada é flexível. São 7 internados na enfermaria e 8 na UTI. Sendo no total: 43 pacientes.

 

Por: Vida Diária/ASCOM

Secretário de Saúde da BA alerta para nova variante da Covid-19: 'Infelizmente vai chegar aqui'

Teixeira de Freitas, 04 de janeiro de 2021: O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas alertou sobre a nova variante da Covid-19 e disse que não tem como impedir que ela chegue ao estado. Dois casos já foram confirmados em São Paulo no final de dezembro. Em entrevista nesta segunda-feira (4), Vilas-Boas falou sobre como minimizar os impactos dessa descoberta.

“Infelizmente ela vai chegar aqui, isso é uma questão de tempo, porque não temos como bloquear fronteiras. Nós temos como minimizar e adiar a entrada, com medidas como as que estão sendo feitas em redução do fluxo de aeronaves vindas de regiões, sabidamente, onde esse vírus é responsável por mais de 60% dos casos novos de contágio, mas não é possível evitar", explicou.

"Felizmente, até o presente momento, é uma variante que é sensível a todas as vacinas que foram desenvolvidas".

O secretário ponderou ainda que, por ser uma variante que cabe a imunização das vacinas já desenvolvidas, não será necessário o desenvolvimento de outra vacina, inicialmente. Ele também comparou com as variantes da gripe.

"Quando nós imunizarmos a população, não vai haver qualquer tipo de problema, não vai ser como o que acontece anualmente com a gripe, que tem que se desenvolver uma vacina específica para aquela variante daquele ano. Essa, por enquanto, ela é coberta por todas as vacinas. E também ela [variante] não causa uma maior gravidade", ponderou.

"O vírus ele se adaptou para se tornar mais facilmente infectante, é mais fácil uma transmissão num ambiente fechado hoje, do que o que era na variante anterior”.

Leitos Covid-19

O secretário também falou sobre o impacto das festas irregulares de final de ano nos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Ele avalia que o interior da Bahia deve ser mais afetado que na capital, mas que ainda não há previsão de endurecimento de medidas nos próximos dias.

“Nós fizemos o que foi possível ser feito. A polícia fechou centenas de festas e aglomerações no período do natal e réveillon. Em várias localidades, a própria comunidade fez o seu papel de denunciar e contestar síndicos de condomínio. Nós tivemos um envolvimento muito colaborativo da sociedade, mas isso não foi suficiente para impedir as milhares aglomerações que aconteceram".

"A consequência acontecerá daqui a uma semana, 10, 15 dias, quando nós deveremos ver aumentar os números de casos novos por dia, que vinha já em estabilização e decréscimo".

O secretário de Saúde falou ainda sobre os picos de cerca de cinco mil casos registrados nas últimas semanas. Segundo ele, esses números podem voltar a aparecer, já que há um represamento dos dados de infectados por causa dos recessos dos laboratórios.

"Esses casos que nós estamos vendo ao longo das últimas semanas, eles estão artificialmente reduzidos em função dos feriados prolongados de natal e réveillon. As equipes de vigilância do interior entram em recesso e param de notificar. Então, nós vamos ter, ao longo dessa primeira semana e da próxima, além de uma notificação do que ficou represado, o acréscimo natural que estamos esperando, em função das aglomerações".

Hoje, a taxa de ocupação dos leitos de UTI na Bahia gira em torno de 80 a 83%, de acordo com Vilas-Boas. Alguns leitos ainda serão reabertos pelo estado, mas a previsão é de que o percentual se mantenha com a chegada de novos casos.

Por: Vida Diária/G1.

COLUNAS Gente de opinião!

Professor Molar novamente no Vida Diária! Agora com crônicas do cotidiano
Professor Molar novamente no Vida Diária! Agora com crônicas do cotidiano
Publicado: Sexta, 15 Janeiro 2021 21:47
5 Motivos pelos quais paramos de sonhar
5 Motivos pelos quais paramos de sonhar
Publicado: Quarta, 13 Janeiro 2021 20:53
3 SEGREDOS DAS RELAÇÕES SAUDÁVEIS
3 SEGREDOS DAS RELAÇÕES SAUDÁVEIS
Publicado: Quinta, 07 Janeiro 2021 15:14

RELIGIÃO Voz para todas as crenças

Amigo Bicho O Vida tem um cantinho só para eles

SAÚDE Dicas e informativos pra cuidar de você

EDUCAÇÃO Cultura e Conhecimento