:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Mucuri, 12 de novembro – Apresentar as operações e ações sociais da Suzano à imprensa do Extremo Sul da Bahia. Este foi o objetivo do “Encontro com a Imprensa”, que aconteceu nesta segunda, 11 de novembro, em Mucuri, com um grupo de jornalistas da região. Os profissionais conheceram as instalações da fábrica, em Mucuri, e algumas iniciativas sociais apoiadas pela Suzano, incluindo o Projeto Golfinho e o Programa de Desenvolvimento Rural Territorial (PDRT).

 

A programação teve início no recém-revitalizado Centro de Manutenção, em Teixeira de Freitas, local que abriga as atividades de manutenção dos equipamentos da Suzano. Na sequência, os representantes da imprensa visitaram o viveiro localizado em Itabatã, onde são produzidas as mudas de eucalipto que a empresa utiliza nos plantios florestais.

 

O grupo também visitou a fábrica da Suzano, onde conheceu o processo de produção de celulose e viu como parte dela é transformada nos papéis que são produzidos na unidade, entre os quais os papéis Report e Copimax (utilizados para impressão), Mimmo e Max Pure (papéis higiênicos).

 

Após visitar a fábrica, os representantes da imprensa conheceram algumas famílias de Mucuri que são participantes do PDRT, programa desenvolvido pela Suzano que promove o desenvolvimento local por meio do fortalecimento das associações comunitárias, focando no apoio às cadeias produtivas a partir da capacitação das comunidades.

 

O PDRT oferece orientação técnica e apoio no desenvolvimento da agricultura familiar e na organização dos agricultores em associações, buscando ampliar os mercados. Atualmente o PDRT contempla cerca de 1.500 agricultores no sul da Bahia, que também recebem orientação sobre práticas como a agricultura sintrópica, sistema que une, na mesma área, a produção de hortaliças, frutas e madeira, recupera áreas degradadas e protege o meio ambiente.

 

A visita foi encerrada na sede do Projeto Golfinho, em Mucuri, desenvolvido pela Suzano há 23 anos e que atende crianças em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, a Associação Comunitária Golfinho atende cerca de 380 crianças e jovens com atividades que incluem oficinas de balé, de bordado, de informática, arte em papel, reforço escolar, capoeira, percussão e educação física.

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia