:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

A Polícia Civil tenta identificar os criminosos envolvidos no sequestro da família do empresário Frank produções, filho do vereador e ex-presidente da Câmara de Itamaraju, Francisco da Chagas Feitosa, “Chico Giló”.

A família do empresário ocupava um imóvel no município de Prado, numa área nobre a poucos metros da praia, quando foi interceptada por bandidos armados. Durante a ação, os indivíduos chegaram a levar pertences e destruir vários itens no local. Em seguida, deixaram o local levando as vítimas como reféns.

A esposa, filhos e pessoas que acompanhavam a família ficaram sobre a mira dos bandidos, que obrigaram o empresário a pagar o resgate. Pessoas ligadas a família relatam que a quantia paga no resgate chega a R$ 300 mil reais, mas a polícia não confirmou.

Durante o período da tarde desta terça-feira (08), equipes das polícias civil, militar e grupos especiais realizaram rondas e o empresário, além de membros de sua família prestaram depoimento na delegacia do município de Itamaraju, aos delegados Kleber Eduardo Gonçalves e Waldizia Fernandes Rocha.

Poucos detalhes foram revelados, mas os depoimentos avançaram pelo período noturno.

Um dos veículos utilizados na fuga dos bandidos foi abandonado no município de Itamaraju. A polícia tenta montar uma investigação com as pistas deixadas pelos criminosos. [Fonte: Itamaraju Notícias]

 

A repercussão

Na tarde desta terça-feira, dia 8 de janeiro, os maiores veículos de comunicação da Bahia, a exemplo do G1, A Tarde e Jornal Correio, deram destaque ao caso.

O Jornal Correio, por exemplo, trouxe um fato novo ao informar que o sequestro envolveu nove pessoas da família do político e o caseiro do imóvel de veraneio localizado na região central do Prado.

 

Por: Vida Diária / TN

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia