:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

 

Horas após o crime que aconteceu por volta das 15 horas desta quinta-feira, 9 de setembro, na Praça da República, ao lado do Terminal Rodoviário de Teixeira de Freitas, também conhecido como "Rodoviária Nova", a polícia descobriu que a vítima que estava portando documentos no nome de Marcelo Duarte Lima, de 48 anos, na verdade chama-se Edilson Alves Cabral de 40 anos, natural de São Paulo. 

Edilson teria sido chamado pelo nome por um criminoso armado em uma motocicleta, quando a vítima saiu para atender foi alvejada a tiros.   

Segundo a Polícia Técnica, a vítima foi atingida por pelo menos quatros disparos na cabeça. Na cena do crime foram coletadas cápsulas de calibre ponto 360.

O corpo de Edilson foi removido para o Instituto Médico Legal de Teixeira de Freitas.

Edilson já cumpriu pena no CPTF (Conjunto Penal de Teixeira de Freitas) nos anos de 2016 e 2018 após ter sido flagrado em posse de motocicletas roubadas.

A polícia civil abrirá um inquérito para investigar o caso.

 

Por: Vida Diária/BES

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

Exata
Lekao
GIL Academia