:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Não é novidade para ninguém que a ONG Paspas desenvolve um grande papel na sociedade, sempre com o intuito de transformar a realidade de diversas comunidades teixeirenses. Desta vez, a entidade esteve presente, no dia 14 de janeiro, na cidade de Marechal Deodoro (Alagoas) para uma assembleia de apresentação do Projeto Social PTS e PDST, no Residencial Erick Ferraz.

O objetivo do evento foi apresentar aos beneficiários do Residencial Erick Ferraz, no município de Marechal Deodoro (AL), composto de 280 unidades habitacionais, o Projeto Social que será executado, assim como, as estratégias e detalhamento das ações.

 

O Projeto do Trabalho Social (PTS) do Residencial Erick Ferraz contempla ações obrigatórias exigidas pela Portaria 021, de 22 de Janeiro de 2014, incluindo as ações do Plano de Desenvolvimento Sócio Territorial (PDST). Os serviços prestados pela ONG Paspas deverão seguir as orientações constantes do projeto disponibilizado pela Superintendência de Habitação e aprovado pela Caixa Econômica Federal (Gerência de Habitação – GIHAB).

 

O Programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal promove a construção de unidades habitacionais para famílias de baixa renda em todo o Brasil. O Trabalho Social é parte desse programa e se constitui como um instrumento de ações e estratégias que visa inserir famílias no contexto social, político e econômico, através de articulação com as demais políticas públicas, contribuindo para a melhoria da sua qualidade de vida e para a sustentabilidade dos bens, equipamentos e serviços implantados.

Considerando que o residencial encontra-se habitado (pós-obra), os projetos foram elaborados conjuntamente para possibilitar o desenvolvimento contínuo das ações propostas, assim como, contribuir diretamente e objetivamente na formação da nova realidade dos moradores.

 

Os projetos PTS e PDTS se propõem a trabalhar alguns desses problemas críticos, ressaltando que o trabalho social não tem poder para resolver tais problemas, mas tem instrumentos para minimizá-los, orientando, prestando esclarecimentos, capacitando os moradores, dando-lhes meios para buscar caminhos para mudar essa realidade.

 

Estes projetos têm como parâmetro a Portaria 021/2014 do Ministério das Cidades e serão norteados pelos quatro eixos de ação social, quais sejam:

-Mobilização, organização e fortalecimento social, com ações voltadas à mobilização dos moradores, reconhecimento das lideranças e participação social;

-Acompanhamento e gestão social da intervenção, com ações sociais necessárias a manutenção e conscientização dos beneficiários visando a convivência comum. Frise-se que a obra está habitada;

-Educação ambiental e patrimonial, com ações com temáticas relacionadas a aspectos ambientais, sociais, patrimoniais, políticos, culturais e econômicos, que visem a sustentabilidade do empreendimento;

-Desenvolvimento socioeconômico, com atividades voltadas a geração de trabalho e renda e a sustentabilidade das ações do projeto. O trabalho social torna-se, portanto, forte instrumento de atuação para promover alterações positivas na qualidade de vida das famílias do Residencial Erick Ferraz, dando-lhes oportunidades para capacitação, conhecimento e sustentabilidade econômico-financeira.

 

 Por: Vida Diária / Robson Dias e Ascom

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia