:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Inclusão socioprodutiva e acesso a mercados para mais de 17 mil famílias de agricultores baianos. Este é o resultado do primeiro ciclo de investimento do projeto Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). No total, já foram aplicados R$ 163,7 milhões, contemplando 502 ações para agricultura familiar, nos 27 Territórios de Identidade do estado.

No ano de 2015, foram lançados os editais de subprojetos socioambientais e os subprojetos de apicultura e ovinocultura, selecionando 293 subprojetos. Em 2016, foram lançados os editais de caprinovinocultura e aquicultura e pesca, selecionando mais 105 subprojetos. Em 2017 foram lançados mais três editais, mandiocultura, oleaginosas e fruticultura, selecionando 104 subprojetos neste ano.

A Associação Comunitária Caprinocultura Solidária (Apaeb), do Distrito de Valilândia, município de Valente, foi selecionada pelo edital do Bahia Produtiva de apoio à cadeia produtiva da caprinovinocultura para receber investimentos da ordem de R$ 490 mil, com contrapartida da associação de cerca de R$ 98 mil. A agroindústria de processamento de leite de cabra será ampliada e o valor será direcionado para construção civil, equipamentos, veículo, serviços de marketing e desenvolvimento de novas embalagens.

O produtor Moisés Oliveira explica que a produção de leite já está na terceira geração da família. Há cerca de três anos a família trabalhava com a bovinocultura de leite, mas que depois de anos de tentativas e sem lucratividade resolveu mudar para a criação de caprinos. Com o retorno financeiro, já começamos a investir em infraestrutura e melhoramento genético, entre outras.

Atualmente, a agroindústria produz cerca de 100 litros de leite/dia, mas a expectativa é de aumentar a produção com a chegada dos investimentos: “Nosso objetivo, depois desse projeto que vem beneficiar o laticínio, é aumentar a produção de leite até chegar ao limite da propriedade, que tem cerca de 30 hectares, produzindo cada dia melhor e com mais qualidade”, falou entusiasmado Moisés Oliveira.

Assistência Técnica

O Projeto Bahia Produtiva também investe em Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para os beneficiários. Foram selecionadas 27 Entidades Prestadoras de Ater, sendo que 26 Entidades já foram contratadas e já iniciaram a execução. Essa ação do tem um investimento total de R$ 27 milhões.

Em 2018, tem início o segundo ciclo de investimento, com a previsão de publicação de mais quatro editais: Socioambiental, Socioambiental para Indígenas, Socioambiental para Quilombolas e Alianças Produtivas. A previsão é que seja realizado um investimento de cerca de R$100 milhões.

De acordo com o coordenador do Bahia Produtiva, Fernando Cabral, o projeto concluiu o primeiro ciclo de investimento com foco em atender as associações e cooperativas que já desenvolvem pequenas atividades agroindustriais e precisam buscar a inserção de seus produtos em novos mercados, por meio da melhoria na produtividade, nos processos agroindustriais e qualidade dos produtos: “A nova etapa do projeto vai garantir acesso a mercados para os produtos da agricultura familiar. Queremos levar autonomia para os agricultores familiares da Bahia”.

Bahia Produtiva

O principal objetivo do projeto é promover a inclusão socioprodutiva de agricultores e agricultoras familiares da Bahia, possibilitando melhores condições de trabalho e geração de renda. O Bahia Produtiva inclui ações que fortalecem a base produtiva e viabiliza o acesso aos mercados, para que os produtos da agricultura familiar consigam chegar às prateleiras de grandes supermercados e sejam distribuídos para diferentes estados brasileiros, e até mesmo para outros países, construindo uma cadeia produtiva mais segura, melhorando a qualidade de vida das famílias atendidas.

Por: Vida Diária/Ascom.

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia