:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Mais um mês se inicia e como sempre faço, na primeira sexta-feira do mês, ponho em foco uma vinícola brasileira para que todos conheçam nossos produtos e produtores. O caminho para a valorização do vinho brasileiro está no fato de que primeiro devemos conhecer nossos produtos e vinícolas. E talvez você diga que isso é óbvio. Sim, é óbvio, mas o consumidor brasileiro costuma criticar o vinho de seu país sem mesmo o conhecer, sem nunca o ter degustado, ouvindo apenas a opinião dos especialistas de plantão e bebedores de rótulos. Digo com certeza do que afirmo, pois somente quando comecei a degustar o vinho nacional é que meu pensamento mudou, pois o que era vendido para minha pessoa, era que o vinho brasileiro é ruim. Engano esse desfeito. E com essa certeza, vamos falar um pouco da vinícola Don Giovanni, uma vinícola com uma respeitável história na produção de vinhos e espumantes.

 

O Sul do país nos oferece os mais variados vinhos, pois temos produção em larga escala e em diferentes terroirs. Um destes lugares é Pinto Bandeira, uma Indicação de Procedência, mais conhecida como IP, que leva em consideração as especificidades de clima, solo, relevo, etc. Está situada em uma região de montanhas, cerca de 10 quilômetros da cidade de Bento Gonçalves.

 

Neste lugar está localizado o complexo enogastronômico da vinícola Don Giovanni. Situada a uma altitude de 720 metros acima do nível do mar, é comandada atualmente pela quarta geração da família. Adquirida da Empresa Deher S.A. pelo Engenheiro Agrônomo Airton Giovaninni e Beatriz Dreher Giovaninni, sua esposa, o complexo, hoje, está na administração dos irmãos Paola, Fábia e André Dreher Giovaninni.

 

Os seus 17 hectares de parreiras produzem as seguintes cultivares: Pinot Noir, Merlot, Cabernet Franc e Chardonnay. Focam na viticultura sustentável e ecologicamente correta, com a produção de adubo na própria propriedade, sem uso de fertilizantes químicos, usando também o manejo biodinâmico. Acreditam na biodiversidade e no equilíbrio do ecossistema.

 

Unindo tecnologia e tradição na produção de vinhos e espumantes, possuem um acompanhamento rigoroso, através de análises químicas e sensoriais, do vinhedo até o produto final. Sua produção limitada, permite um cuidado especial com cada estilo de vinho e espumante produzidos, respeitando as características de cada cultivar neste processo. Possui também uma pousada criada em 1997. A pousada foi criada em um casarão da década de 1930, dando um toque de originalidade ao local. Um restaurante com capacidade para 60 pessoas fica situado no andar térreo do casarão. A vinícola recebe visitas que podem ser agendadas no site.

 

Tem uma ótima variedade de espumantes produzidos pelo método tradicional, do moscatel ao brut, com 12, 24, 36 e 70 meses de autólise, além de vinhos de excelente qualidade.

 

Quando em viagem ao sul, visite Pinto Bandeira e conheça mais essa vinícola brasileira que nos apresenta produtos de excelente qualidade.

 

Vaner Benetti

Sommelier FISAR/WSET 1

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

COLUNAS Gente de opinião!

Ser Mãe
Ser Mãe
Publicado: Domingo, 12 Maio 2019 19:35
CHURRASCO E VINHO: É POSSIVEL?
CHURRASCO E VINHO: É POSSIVEL?
Publicado: Sábado, 11 Maio 2019 14:34
Carta (sempre atual) ao futuro de Teixeira de Freitas
Carta (sempre atual) ao futuro de Teixeira de Freitas
Publicado: Quinta, 09 Maio 2019 15:40
MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia