:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Teixeira de Freitas, 02 de novembro: Foi realizada na manhã desta quinta-feira (01), no auditório do Colégio São João Evangelista, a culminância do Projeto Literário, o qual envolveu todas as turmas do Ensino Fundamental II da escola. Os alunos participaram e fizeram brilhantes apresentações e exposições de arte.

 

Segundo Juliana Barreto, professora de Língua Portuguesa, “o projeto foi construído de acordo com o nosso cronograma anual, em que todo trimestre, os alunos fazem leituras de obras literárias e estas são representadas de várias formas. Como nós estávamos renovando a nossa biblioteca, então fizemos uma culminância dessas leituras e reinauguramos a biblioteca”, relatou a educadora.

 

Os alunos apresentaram atividades ligadas às seguintes obras: “O quarto de despejo”, de Carolina de Jesus, “A morte e a morte de Quincas Berro D’água”, de Jorge Amado, e “A Bolsa Amarela”, de Lygia Bojunga. A turma do 7º ano fez uma coletânea de crônicas de inúmeros autores nacionais, como Carlos Drummond de Andrade.

 

Para a professora, essas atividades despertam a quão valorosa é a leitura, ainda mais para eles que estão iniciando nesse processo de amadurecimento. “O 6º ano fez uma bolsa amarela, onde eles colocaram dentro dela os sonhos e fizeram cartazes também; o 7º ano fez a leitura das crônicas, discutimos a obra e apresentaram um teatro, adaptado da obra ‘No restaurante’, de Carlos Drummond de Andrade; o 8º ano fez a leitura de ‘A morte e a morte de Quincas Berro D’água’ e trouxe uma apresentação teatral da obra; e, o 9º ano construiu uma favela para representar ‘O quarto de despejo’”, concluiu Juliana.

 

De acordo com Penha Gomes Menezes, coordenadora pedagógica, “com esse projeto, pensamos e amadurecemos, e hoje nós temos um resultado maravilhoso. A professora Juliana não mediu esforços para que esse momento acontecesse, os alunos também se envolveram, o que é o mais importante, a educação precisa ser significativa. E o nosso objetivo é justamente incentivar o gosto e despertar o prazer pela leitura, pois ela é enriquecedora para todos os aspectos da vida, principalmente, no âmbito escolar. A leitura viabiliza o processo de formação do conhecimento humano e perante à sociedade, desenvolvendo, assim, um cidadão crítico”, disse a coordenadora.

 

A irmã Márcia Campos, diretora da instituição, disse que é realização de um sonho. “Estávamos com esse projeto há alguns anos, vínhamos trabalhando para conseguir montar a nossa biblioteca. Conseguimos em torno de 1.000 livros, formando um rico acervo. Os alunos estão bem empolgados, eles gostam muito de ler, e nós como educadores queremos incentivar ainda mais”.

 

A culminância ainda teve um momento de atividades com a professora de Artes, Andressa Silva, a qual fez uma releitura com os alunos em várias obras representadas.

 

Por: Vida Diária / Robson Dias e Mirian Ferreira

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

POPULARES Mais acessadas na semana