:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

O Brasil é um país fantástico, cercado de belezas naturais por todos os lados. Prova disso, é que já trouxemos um post falando sobre as 10 cidades com menor custo de vida do país, ou seja, ótimas dicas para você que, seja trabalhando em casa ou em uma empresa, tem a possibilidade de morar em diversos lugares ao longo do ano.

Contudo, com tamanha extensão, é comum que muitos lugares não ofereçam a segurança necessária para quem deseja passar longos períodos em uma mesma cidade.

Por isso, é sempre importante estar atento também aos índices de violência que infelizmente são mais elevados em determinadas cidades. Seguindo a publicação da Revista Exame, listamos as 7 cidades que podem apresentar maior insegurança aos seus moradores.

A pesquisa foi inicialmente desenvolvida pelo Ipea (Índice de Pesquisas Econômicas Aplicadas) e leva em consideração o número de mortes violentas para cada 100 mil habitantes.

Nos projetos abaixo, além de conhecer as cidades, você poderá observar também algumas soluções interessantes para oferecer maior proteção às casas.

 

Siga conosco e confira.

1. Altamira (PA)

Por ser imenso em extensão, ocupando metade do estado do Pará, a cidade de Altamira traz a taxa de 107 homicídios para cada 100 mil habitantes. É a única cidade listada que supera 100 mortes. Outro fator que pode colaborar para essa taxa é a proximidade com a usina de Belo Monte.

Muros altos e casas sobradasgarantem proteção e permitem visão panorâmica da movimentação ao redor da casa.

2. Lauro de Freitas (BA)

A cidade baiana ocupa a segunda posição entre as cidades mais violentas do país. A elevada taxa de 97,7 homicídios para cada 100 mil habitantes justifica a construção de casas preferencialmente localizadas em condomínios residenciais.

3. Nossa Senhora do Socorro (SE)

Com cerca de 200 mil habitantes e próxima à capital sergipana, a cidade de Nossa Senhora do Socorro contabiliza o índice de 96,4 mortes para cada 100 mil habitantes.

Uma das principais soluções para manter a devida segurança no lar, é contar com portões com poucas frestas e muros com altura ampla.

4. São José de Ribamar (MA)

Situada na região metropolitana de São Luís, capital do Maranhão, a cidade de São José de Ribamar contabiliza mais de 175 mil habitantes e, segundo o IPEA, contabiliza 96,4 mortes violentas para cada 100 mil habitantes.

Discrição nas fachadas e difícil acesso é uma das opções para quem deseja se manter protegido em cidades com alto índice de violência.

5. Simões Filho (BA)

Vizinha à capital Salvador, a cidade baiana de Simões Filho conta com 92,3 mortes para cada 100 mil habitantes. A preferência por bairros isolados e com grupos de segurança particular pode garantir um pouco mais tranquilidade a quem reside em cidades menos seguras.

6. Maracanaú (CE)

Segunda principal cidade cearense, a cidade de Maracanaú está distante apenas 24 km. da capital Fortaleza. É considerada uma cidade dormitório devido a seus moradores manterem atividades profissionais e educacionais na capital do Ceará. Seu índice de violência é de 89,4 mortes violentas para cada 100 mil habitantes.

Como solução preventiva, está a ideia de estruturar casas com paredes grossas e sistemas de segurança com alarmes e câmeras para combater a presença de intrusos.

7. Teixeira de Freitas (BA)

Por fim, nossa lista conta com Teixeira de Freitas, na Bahia. A cidade é uma das que mais somou 87% de novos habitantes nos últimos 25 anos. Pela alta migração e pouca estrutura, a cidade tem o índice de 88,1 mortes violentas para cada 100 mil habitantes.

Se a ideia é residir em um local com pouca segurança, lembre-se do quanto é importante contar com bons arquitetos ou engenheiro para desenhar um projeto que ofereça segurança total ao dia a dia de sua família.

 

Por: Vida Diária/SucessoNews

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia

POPULARES Mais acessadas na semana