:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Teixeira de Freitas: “A nossa luta é todo dia, saúde não é mercadoria”, com esse grito de ordem e frases de efeito em cartazes, foi realizado na manhã desta quarta-feira (29) uma manifestação dos moradores do bairro Liberdade II, que reivindicam a inauguração imediata da nova Unidade de Saúde, que está quase pronta há mais de 1 ano e não inaugura, pois teria melhores condições de atender à população. Atualmente, os moradores são atendidos em um PSF (Posto de Saúde da Família) alugado, entretanto, sofre com graves problemas de higiene, estrutura física e condições humanas degradantes, além da falta de diversos serviços de saúde essenciais, por exemplo, odontológicos.

Em entrevista a nossa reportagem, a 2ª vice-presidente do bairro, Erlândia Rodrigues, participante do movimento, contou-nos que o protesto é pacífico, estão apenas em busca de melhores condições de saúde para o bairro, “nós já estamos cansados de tanto lutar para que esse posto de saúde seja inaugurado. Queremos um pouco mais de dignidade, pagamos impostos e o nosso dinheiro está ali”, ressalta a moradora. Outro fato preocupante é a quantidade mínima de profissionais que trabalham na unidade, há apenas uma médica, e alguns funcionários. Faltam muitos profissionais, por se tratar de uma unidade básica de saúde. Os moradores reclamam que tem de ir a outro posto, em um bairro distante, só para marcar exame, sendo que no bairro mesmo eles poderiam ter esse atendimento. “Vamos ter ciência do bairro, da comunidade, só aparecem em época de política (...) não estamos para falar mal ou brigar com alguém, só estamos aqui para reivindicar os nossos direitos, já estamos cansados. Espero que, após este protesto, tomem alguma atitude”, pediu a vice-presidente do bairro.

O agente de saúde, Genivaldo Dias, está há 15 anos na função e concorda com a reivindicação, “porque tem uma unidade já quase pronta e o posto atual não tem estrutura para receber a população, até mesmo para fazer um curativo pode gerar uma infecção, ou seja, não tem condições nenhuma”. Além disso, o agente de saúde chama a atenção para a segurança do local, “houve computadores que já foram roubados no posto atual e já levaram uma pia e uma janela de vidro da nova instalação. Queremos uma resposta do poder público para saber quando vamos para a nova unidade”, argumenta Genivaldo.

O professor da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Marcus Vinicius Campos, mais conhecido como “Marcus Matraca”, acompanha a unidade a 1 ano com seus alunos, onde fazem estágio e diz que “primeiramente, precisa-se de uma unidade estruturada fisicamente. O posto atual não tem estrutura nenhuma (teto caindo, não tem forro, não tem dentista, instalações precárias, ventilador quebrado e sem computadores) para atender a população, sendo que há uma estrutura pronta orçada em R$ 340, 891,20 (trezentos e quarenta mil, oitocentos e noventa e um reais e vinte centavos), e nada a inaugurar”. A nova unidade viabilizaria a solução de muitos problemas, pois tem melhores condições higiênicas, instalações novas, banheiros adequados, salas arejadas e melhor segurança. “A comunidade nos pediu ajuda para engajarmos nesta luta, e estamos aqui porque é um direito, a população não merece passar por esta situação”, ressalta o professor.

A equipe do Vida Diária, preocupada em ajudar a resolver os anseios da população, entrou em contato com o secretário de Saúde, Rodrigo Kuada, e ele explicou a situação do novo PSF, “com relação à unidade de saúde do Liberdade II, ela ainda não está concluída para o Ministério Público, falta a última parcela e fazer a prestação de contas, já que o governo anterior não entregou e, por isso, não conseguimos avançar. Tivemos que contratar um engenheiro e um arquiteto para fazer toda a medição da obra e mandar o relatório ao Ministério da Saúde, e, assim, fechar a última parcela. Refizemos uma nova licitação para essa unidade e mais duas, a do Ouro Verde e do Castelinho, que estão em andamento. Na parte da segurança, estamos tentando colocar um efetivo, já tenho sinalizado ao Capitão Álvaro para sempre fazer ronda no posto, em decorrência da invasão de algumas pessoas. Segundo o Ministério da Saúde, ainda não está concluída essa obra, então a gente só pode adentrar quando estiver pronta. Falta mesmo muitos detalhes, aparentemente por fora pensa que dá para iniciar, mas por dentro tem diversos reparos a serem feitos, já estamos tomando as providências, saiu a licitação e a empresa que ganhou já vai começar a executar. A expectativa é que no mês de janeiro a nova unidade seja inaugurada” explicou o secretário.

 

Por: Vida Diária/Robson Dias e Mirian Ferreira

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia

POPULARES Mais acessadas na semana